Galerias de fotos

UNESP - Universidade Estadual Paulista
A UNESP - Universidade Estadual Paulista adotará até 2018 cotas de 50% para estudantes do ensino médio público, sendo 18% para pretos, pardos e indígenas. O processo de implantação das cotas será gradual, compreendendo o seguinte percentual por ano: 15% (2014), 25% (2015), 35% (2016), 45% (2017), 50 % (2018). O prof. Marcelo H. R. Tragtenberg, pesquisador do INCT de Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa e professor da Universidade Federal de Santa Catarina, foi convidado para discutir "Desigualdades Raciais e Cotas na UNESP " pela profa. Rosiane de Fátima Ponce, do Departamento de Educação da Faculdade de Ciência e Tecnologia da UNESP/Campus de Presidente Prudente e pela Associação de Docentes da UNESP. Ele esteve nesse campus em 11 de setembro de 2013, e discorreu sobre as desigualdades de renda, origem escolar e raciais e as cotas como forma de buscar neutralização dos efeitos dessas desigualdades. Ele trouxe a experiência da UFSC tanto no acesso como nas iniciativas de permanência para discussão do pós-cotas na UNESP. Foi acertada uma parceria de pesquisa entre o prof. Marcelo e docentes da UNESP interessados no acompanhamento das cotas naquela instituição, entre eles a profa. Rosiane, o prof. Cristiano di Giorgi (também do Departamento de Educação) e o prof. Raul Borges Guimarães, do Departamento de Geografia da FCT.  | 05/11/2013

 


INCT Inclusão
Instituto Central de Ciências - ICC Sul, lado A, Sala BSS 135/138
Campus Universitário Darcy Ribeiro - UnB, Asa Norte
Brasília - DF, Caixa Postal 04561 - CEP 70.919-970